Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Professor do IFMG publica capítulo de livro

  • Publicado: Terça, 11 de Fevereiro de 2020, 08h40
  • Última atualização em Quinta, 13 de Fevereiro de 2020, 11h38

O professor do IFMG – Campus Bambuí, Dr. Gabriel de Castro Jacques, junto com diversos pesquisadores da América Latina publicaram o livro “Natural Enemies of Insect Pests in Neotropical Agroecosystems: Biological Control and Functional Biodiversity”

O livro tem como objetivo abordar a importância de inimigos naturais e a diversidade funcional para o controle biológico nos agroecossistemas neotropicais. Vários aspectos relacionados à conservação de inimigos naturais, como o design da vegetação e as mudanças climáticas, são discutidos na Parte 1 e a bioecologia de vários grupos de insetos usados no controle biológico na América Latina é apresentada na Parte 2. A Parte 3 é dedicada à produção em massa de inimigos naturais, enquanto a Parte 4 descreve como esses insetos foram usados para controlar pragas nas principais culturas, florestas, pastagens, ervas daninhas e doenças de plantas. Por fim, a Parte 5 relata experiências latino-americanas de integração de produtos biológicos em programas de manejo de pragas.

O Prof. Dr. Gabriel Jacques escreveu, junto com o pesquisador cubano PhD Luis L. Vásquez, o capítulo “Dispersion and Increase of Natural Enemies in Agroecosystems”. 

Resumo do capítulo: A capacidade de dispersão dos inimigos naturais, como agentes de controle biológico liberados ou aplicados nas lavouras ou como inimigos naturais que habitam o agroecossistema, é de grande importância para a sustentabilidade do manejo de pragas. Pode acontecer/ocorrer de três maneiras diferentes: biótica, abiótica e antropogênica, ou uma combinação delas. No entanto, a complexidade das interações entre inimigos naturais e suas culturas (ou mesmo outras plantas hospedeiras), bem como as características dos agroecossistemas, constituem fatores decisivos na necessidade e no sucesso da dispersão. Para este capítulo, realizamos uma análise, com exemplos de resultados científicos e experiências práticas, da dispersão de inimigos naturais em agroecossistemas, por sua importância na capacidade de auto-regulação de populações de pragas, por meio do tratamento dos seguintes aspectos: a) rotas de dispersão; (b) fatores de dispersão; (c) dispersão de entomopatógenos por fitófagos e outros hospedeiros; (d) dispersão de entomopatógenos por entomófago e (e) dispersão antropogênica. A complexidade de projetar sistemas de cultivo misto e a integração de estruturas de vegetação auxiliares na matriz dos sistemas de produção, entre outras práticas, estão facilitando a dispersão de inimigos naturais.

O livro pode ser acessado em: https://link.springer.com/book/10.1007%2F978-3-030-24733-1

O capítulo em: https://link.springer.com/chapter/10.1007/978-3-030-24733-1_5

Fonte: Relações Institucionais

Compartilhe:
registrado em:
Fim do conteúdo da página
yacht charter Turkey agario agario www.huluhub.com ankara escort antalya escort http://agar.cafe evden eve nakliyat şehirler arası nakliyat facebook video downloader nakliyat kostenlos pornos pornofilme sexfilme teenager sex beylikduzu eskort
agario unlocked server
Belek Escort