Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Nota da Direção-Geral do IFMG Campus Bambuí sobre os recentes cortes orçamentários

  • Publicado: Segunda, 27 de Junho de 2022, 15h02
  • Última atualização em Terça, 28 de Junho de 2022, 14h34
Nota da Direção-Geral do IFMG Campus Bambuí sobre os recentes cortes orçamentários
Nota da Direção-Geral do IFMG Campus Bambuí sobre os recentes cortes orçamentários
Nota da Direção-Geral do IFMG Campus Bambuí sobre os recentes cortes orçamentários

A Direção-Geral do IFMG - Campus Bambuí vem informar a toda comunidade sobre os recentes cortes orçamentários e a situação atual da nossa unidade, conforme veiculado em diversos meios de comunicação. Como já foi amplamente divulgado, saímos de uma realidade do auge de orçamento em 2012, que foi de R$ 16.724.069,89 para R$ 7.162.154,01 em 2022, quando alcançamos o orçamento total.

Ressaltamos que, além deste cenário vigente de redução orçamentária, foi realizado, no final do mês de maio de 2022, um bloqueio do orçamento da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica no montante de 14,5%. Desse total, o montante de 7,2% ainda permanece bloqueado. Para dificultar ainda mais, em 9 de junho, foi informado que 3,6% desse bloqueio será totalmente retirado das instituições de ensino e remanejado para outras ações do Governo Federal (Fonte: CONIF).

Em relação à nossa unidade, esse processo causa um impacto realmente importante, visto que somos uma "escola fazenda" e temos uma das maiores moradias estudantis e restaurantes da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica. Ou seja, muitos dos itens utilizados nestes setores sofreram grandes reajustes devido à inflação vigente, fato que tem dificultado a viabilidade orçamentária do campus. Importante destacar que várias medidas têm sido tomadas visando viabilizar as ações propostas do campus para 2022. Somado a isso, temos um grande desafio em relação ao aumento substancial das demandas relacionadas às políticas de assistência estudantil, reflexo da atual condição do país, somado à transição de uma pandemia sem precedentes.

Lembramos que, nos últimos anos, ampliamos as ações relacionadas ao tema, a citar: oferta de alimentação para todos os alunos da Moradia (a partir de 2018); cumprimento do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE); ampliação das vagas do alojamento feminino e manutenção do fomento à alimentação de todos os alunos do campus (via subsídio ao custo da alimentação no Restaurante - almoço e jantar a R$ 4,00 preço). Para manter e atender essa crescente demanda, tivemos que reorganizar as ações e, apesar das mudanças, todos os alunos que comprovadamente precisam receber auxílios (de acordo com avaliações socioeconômicas). No início deste ano, tivemos uma mudança no funcionamento do Restaurante que, nos finais de semana, passou a fornecer café da manhã para todos residentes, e fornecimento de auxílios financeiros para as demais refeições, conforme prevê o edital da Moradia Estudantil cujos critérios são pré-determinados pela política da Assistência Estudantil. Ação que visa reduzir custos em relação ao funcionamento da instituição, principalmente em relação aos contratos de terceirização.

Apesar dos impactos da evasão/abandono escolar decorrentes da crise sanitária/econômica que presenciamos nos últimos anos, tivemos um aumento no quantitativo de matrículas em nossa unidade, totalizando 2.673 alunos (conforme Plataforma Nilo Peçanha, 2022). Além disso, foram realizadas novas obras para atender o número crescente de atividades de ensino, pesquisa e extensão. Fato que foi possível graças ao engajamento na busca de recursos extra orçamentários provenientes de emendas parlamentares e parcerias com diferentes instituições (Ex: MAPA). Ressaltamos o caráter apartidário dessa ação, cujos resultados se devem à apresentação de bons projetos para nossa unidade. Assim, foi possível manter o investimento na modernização e ampliação da estrutura existente.

Este cenário de crescimento, manutenção e expansão do Campus Bambuí só foi possível graças ao trabalho realizado junto a toda comunidade acadêmica. Importante lembrar que nos últimos anos foi redesenhado todo o formato de gestão dos processos existentes, e implantados diferentes sistemas que ajudaram na tomada de decisão dos processos através de métricas, a citar: SEI, GLPI, SUAP, Produz, Conta Acadêmica, dentre outros. Porém, ao longo do tempo, esse processo foi dificultado com as constantes reduções do orçamento.

Enfim, nos encontramos em mais um momento de cortes orçamentários, o qual coincide com o retorno presencial dos alunos após a pandemia, fato que torna este momento muito delicado para a instituição. No entanto, contamos com o apoio da nossa comunidade acadêmica frente a mais um momento de incertezas. Continuaremos trabalhando para reverter novamente este quadro de cortes, sempre atuando em prol de uma educação pública, gratuita e interiorizada. Processo este, que deve ser feito diariamente nas diferentes esferas institucionais.

Fonte: Direção-Geral do IFMG - Campus Bambuí

 

Compartilhe:
registrado em:
Fim do conteúdo da página
agario yohoho.io paper.io yohoho